Moção de repúdio à retomada do Programa Nuclear Brasileiro

 

As diversas redes e movimentos sociais presentes no Encontro Nacional Diálogos e Convergências: agroecologia, saúde e justiça ambiental, soberania alimentar, economia solidária e feminismo, realizado entre os dias 26 e 29 de setembro, em Salvador, Bahia, declaram firme oposição à retomada do Programa Nuclear Brasileiro.

A energia nuclear é suja, insegura e cara; o ciclo do nuclear é absolutamente insustentável do ponto de vista social, ambiental e econômico. Em Caetité (Bahia), acidentes de multas ambientais são recorrentes, contaminando a água no entorno da mina, ameaçando a integridade ambiental, a segurança alimentar e a saúde da população.

Estamos certos de que o Brasil produz energia suficiente para suprir sua demanda, por isso é desnecessário, além de ambiental e socialmente irresponsável, dar continuidade ao programa nuclear, quando todo o mundo tem acompanhado os riscos que essa energia suja traz à vida. Reivindicamos a suspensão da construção de Angra 3, das atividades das usinas já existentes, dos planos de construção de novas usinas no país e o fim do Programa Nuclear Brasileiro.

Salvador, 29 de setembro de 2011